O Vale do Ribeira tem desafios importantes a serem superados na área do desenvolvimento social. De acordo com o Censo de 2010, o nível de desigualdade de renda na região era inferior à média estadual. Já os índices de pobreza ficavam acima da média do estado em todos os municípios.

Além disso, o número de beneficiários do Bolsa Família caiu consideravelmente a partir de 2013, assim como o repasse médio do programa. A seguir, serão apresentados o Índice de Gini, o Índice de Pobreza e a quantidade de beneficiários do Bolsa Família na região.

O Vale do Ribeira tem desafios importantes a serem superados na área do desenvolvimento social. De acordo com o Censo de 2010, o nível de desigualdade de renda na região era inferior à média estadual. Já os índices de pobreza ficavam acima da média do estado em todos os municípios.

Além disso, o número de beneficiários do Bolsa Família caiu consideravelmente a partir de 2013, assim como o repasse médio do programa. A seguir, serão apresentados o Índice de Gini, o Índice de Pobreza e a quantidade de beneficiários do Bolsa Família na região.

Renda domiciliar per capita

A renda domiciliar per capita é um indicador resultante da soma de todos os rendimentos mensais dos integrantes de um domicílio dividida pelo número total desses moradores.

No Vale do Ribeira, a renda média domiciliar per capita varia consideravelmente nos municípios. O menor valor médio foi registrado em Itapirapuã Paulista, com renda domiciliar per capita de R$ 323,42, enquanto o maior valor médio foi verificado em Registro, com renda de R$ 699,41.

Renda domiciliar per capita (2010)



grafico

Fonte: Com base no Censo 2010.

Pobreza

O Índice de Pobreza mede o percentual da população de determinado território que vive abaixo da linha de pobreza¹.

Os Índices de Pobreza nos 22 municípios da região do Vale do Ribeira foram superiores à média do estado (4,7%) em 2010, variando de 10,2%, em Registro, a 35,1%, em Itapirapuã Paulista.

Nota: ¹Linha de pobreza considerada de 140 reais, em 2010, o equivalente a 27% do salário mínimo da época.

Percentual de pobres (2010)



grafico

Fonte: Com base no Censo 2010.

Desigualdade de renda

A desigualdade de renda de um território pode ser medida pelo Índice de Gini. O indicador varia entre zero (0) e um (1): quanto mais próximo de um (1), maior a desigualdade de renda. O zero representa a situação de igualdade perfeita, ou seja, todos os residentes no território têm a mesma renda, enquanto o valor um representa a situação em que uma pessoa detém toda a renda.

O índice, que foi medido em cada um dos 22 municípios do Vale do Ribeira, apresentou variações de 0,550 (Apiaí) a 0,410 (Ribeirão Grande). E em todos o seu resultado foi menor do que a média apresentada pelo estado de São Paulo (0,560). Assim, mostram-se menos desiguais em comparação ao estado, de acordo com os dados do último Censo.

Os municípios com maior concentração de renda no Vale são Apiaí e Iguape. Já Ribeirão Grande é o que apresenta menor desigualdade.

Índice de desigualdade (2010)



grafico

Fonte: : Com base no Censo de 2010.

Beneficiários do Bolsa Família

O total de beneficiários do programa Bolsa Família no Vale do Ribeira chegou a 24.511 em 2020.

Total de beneficiários do Bolsa Família (em milhares de pessoas)



grafico

Fonte: Com base no Portal da Transparência.

Em relação ao valor médio mensal do repasse do programa, houve redução de 13% no valor real no Vale do Ribeira, de R$ 206,3 em 2013 para R$ 178,5 em 2020, próximo do repasse médio do estado de São Paulo. No estado, a redução entre 2013 e 2020 foi um pouco menor do que a redução ocorrida no Vale.

Em relação ao valor médio mensal do repasse do programa, houve redução de 13% no valor real no Vale do Ribeira, de R$ 206,3 em 2013 para R$ 178,5 em 2020, próximo do repasse médio do estado de São Paulo. No estado, a redução entre 2013 e 2020 foi um pouco menor do que a redução ocorrida no Vale.

Valor de repasse médio mensal do Bolsa Família (em valores constantes de Dezembro)¹



grafico

Fonte: Com base no Portal da Transparência.

Nota: ¹Valores constantes deflacionados com base no IPCA (valores constantes de 2019).


Indicadores de Desenvolvimento Social

dos municípios do Vale do Ribeira


grafico


Município Índice
de desigualdade¹
(2010)
Percentual de
pobres
(2010)
Renda domiciliar
per capita
(R$/2010)
Apiaí0,621,7492,4
Barra do Chapéu0,526,8371,0
Barra do Turvo0,525,8390,9
Cajati0,514,4481,5
Cananeia0,513,9540,5
Eldorado0,523,3411,0
Iguape0,618,8588,4
Ilha Comprida0,511,2608,8
Iporanga0,525,2421,1
Itaoca0,529,1395,3
Itapirapuã Paulista0,535,1323,4
Itariri0,521,0434,6
Jacupiranga0,516,0574,5
Juquiá0,518,2467,4
Miracatu0,520,1442,8
Pariquera-Açu0,510,5557,7
Pedro de Toledo0,516,9467,9
Registro0,510,2699,4
Ribeira0,520,5416,9
Ribeirão Grande0,411,7436,2
Sete Barras0,520,1459,3
Tapiraí0,414,7449,8
Município Índice
de desigual
dade¹
(2010)
Percentual de
pobres (2010)
Renda domiciliar
per
capita
(R$/2010)
Município Índice
de desigualdade¹
(2010)
Percentual de pobres (2010) Renda domiciliar
per
capita
(R$/2010)
Município Índice
de desigualdade¹
(2010)
Percentual de pobres (2010) Renda domiciliar
per capita
(R$/2010)
Município Índice de desigualdade¹
(2010)
Percentual de pobres (2010) Renda domiciliar per capita
(R$/2010)
Apiaí0,621,7492,4
Barra do Chapéu0,526,8371,0
Barra do Turvo0,525,8390,9
Cajati0,514,4481,5
Cananeia0,513,9540,5
Eldorado0,523,3411,0
Iguape0,618,8588,4
Ilha Comprida0,511,2608,8
Iporanga0,525,2421,1
Itaoca0,529,1395,3
Itapirapuã Paulista0,535,1323,4
Itariri0,521,0434,6
Jacupiranga0,516,0574,5
Juquiá0,518,2467,4
Miracatu0,520,1442,8
Pariquera-Açu0,510,5557,7
Pedro de Toledo0,516,9467,9
Registro0,510,2699,4
Ribeira0,520,5416,9
Ribeirão Grande0,411,7436,2
Sete Barras0,520,1459,3
Tapiraí0,414,7449,8

Nota: ¹ Índice de Gini.

Fonte: Com base no Censo de 2010.

Município Índice
de desigual
dade¹
(2010)
Percentual de
pobres (2010)
Renda domiciliar
per
capita
(R$/2010)
Apiaí0,621,7492,4
Barra do Chapéu0,526,8371,0
Barra do Turvo0,525,8390,9
Cajati0,514,4481,5
Cananeia0,513,9540,5
Eldorado0,523,3411,0
Iguape0,618,8588,4
Ilha Comprida0,511,2608,8
Iporanga0,525,2421,1
Itaoca0,529,1395,3
Itapirapuã Paulista0,535,1323,4
Itariri0,521,0434,6
Jacupiranga0,516,0574,5
Juquiá0,518,2467,4
Miracatu0,520,1442,8
Pariquera-Açu0,510,5557,7
Pedro de Toledo0,516,9467,9
Registro0,510,2699,4
Ribeira0,520,5416,9
Ribeirão Grande0,411,7436,2
Sete Barras0,520,1459,3
Tapiraí0,414,7449,8

Nota: ¹ Índice de Gini.

Fonte: Com base no Censo de 2010.

Nota: ¹ Índice de Gini.

Fonte: Com base no Censo de 2010.